terça-feira, 14 de julho de 2009

Entrevista com Gabriel Dias - Parte II

Posted in
A primeira parte da entrevista com o Dr. Gabriel, especialista em comportamento felino foi um sucesso!

Agora, vamos para a segunda parte, na qual ele fala sobre os principais problemas de comportamento nos gatos.

Gata Lili - O que leva a um gata matar seus filhotes recém-nascidos?
Dr. Gabriel - São muitas as causas. Essa situação, muito desagradável para o responsável pelo animal, pode ser motivada por problemas no filhote, na mãe e, principalmente, no ambiente. Uma fêmea parida encontra-se em uma situação de desvantagem e vulnerabilidade óbvia. Mas, existe um limiar de tolerância para tais situações. Se o ambiente está caótico e a fêmea percebe um risco eminente, o canibalismo pode acontecer pela pressão da sobrevivência. Aceita-se a cada dia uma importante teoria que algumas vezes os mecanismos que disparam e mantém os laços materno-filiais podem não acontecer adequadamente por questões genéticas, por exemplo. O que motiva, muitas vezes, a retirar aquela fêmea do plantel de reprodução.

Gata Lili - Como identificar o início de um processo de agressividade e o que fazer?
Dr. Gabriel - Infelizmente não existe um perfil que denuncie uma possível mãe que vá cometer canibalismo ou negligenciar. Uma fêmea que exiba umas das diferentes facetas da agressividade poderá ser uma mãe providencial. Em contra partida, uma gatinha querida com os humanos, pode exibir canibalismo. Inclusive, isso é uma das principais queixas no ambulatório de comportamento.

Gata Lili - Muitos proprietários relatam que seus gatos se toleram. Onde está o erro? No dono que não os aproximou no momento certo ou seria realmente a personalidade difícil destes felinos?
A trajetória da relação dos gatos e o homem mostra claramente que o comportamento do gato que vemos atualmente é um reflexo de uma relação inconsistente. Os egípcios abriram as portas de suas casas para os gatos por motivos religiosos. Os europeus impregnados pelas idéias equivocadas do cristianismo, baniram os gatos. Após constatarem que os gatos seriam a mais efetiva das possibilidades de controle dos roedores e as doenças que transmitiam, toleraram os gatos. Somado a isso, temos um animal que esse tempo todo teve pouco controle sobre sua reprodução. Não tivemos muitas oportunidades de selecionar artificialmente um animal doméstico. Acho que uma dica de ouro é: Deixe que ele se aproxime. Trate como um amigo humano, não o sufoque. Aos poucos a confiança vai sendo estabelecida. Ao final, todo responsável vai saber a hora certa de se aproximar, assim como eles, os gatos.

Gata Lili - O que fazer com felinos que eram dóceis e hoje são agressivos?
Dr. Gabriel - Bem, o que me preocupa é que a agressividade e intolerância podem ser sinais de doenças físicas, de dor, por exemplo. Mas, deixemos bem claro que a agressividade animal não é gratuita, como em humanos. Se estiver acontecendo é porque algo está errado. Primeiro passo é evitar o confronto com o animal para evitar acidentes graves e o segundo passo é contatar um veterinário para analisar a situação.

Gata Lili - Gatos ficam depressivos facilmente?
Dr. Gabriel - Gatos ficam ansiosos e frustrados tanto quanto as outras espécies. Mas, como são animais que estão em domesticação, os comportamentos espécie infelizmente específicos às vezes assumem proporções inaceitáveis e, assim, transforma-se em “problemas comportamentais”. Isso gera uma vida difícil para os gatos.

Gata Lili - Fazer xixi ou cocô em locais que não sejam de costume, é um alerta para aos donos?
Dr. Gabriel - Qualquer situação comportamental que incomode o responsável deve ser levada em consideração. Para ser, primeiramente, esclarecida e, depois, tratada ou manejada se for o caso.

Leia a primeira parte da entrevista
Aguarde, amanhã, pela terceira e última parta da entrevista com o Dr. Gabriel Dias

17 comentários :

  1. Parabéns pela entrevista Lili; estou adorando! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Muito boa essa entrevista, parabéns!
    Querida Lili voce conhece a Theófila do Ronronices e Miauquices? Tem link no meu blog...
    Passa lá, vc e sua mamy pra dar uma força pra ela, pois ela esta passando por um momento muito dificil.

    bjs.

    ResponderExcluir
  3. Gisa,
    Que bom que as amigateiras estao gostando da entrevista. É grande, mas é preciso ler para sermos cada vez melhores mães de felinos tão ainda cheios de dúvidas.

    Maira,
    Agora mesmo passei no seu e em seguida vou para o dela. Somos amigateiras para todas as horas!!!

    Teodoro,
    Nego lindo...

    ResponderExcluir
  4. Esta segunda parte da entrevista é muito boa!
    Adoramos ^^

    ResponderExcluir
  5. Excelentes as informações Lili. parabéns pela entrevista. Gostei muito. Ah, não sei se vc já viu, mas tem um selinho cuti-cuti pra vc lá no blog e é seu também pois vc faz parte de todos os amigateiros que me seguem (50 seguidores - selo comemorativo)Beijos e obrigada

    ResponderExcluir
  6. Muito boa essa entrevista, parabéns!

    ResponderExcluir
  7. Adorei a entreviata completa!!
    è mto importante saber mais sobre o comportamento dos nossos gatguchos!!

    ResponderExcluir
  8. ótima entrevista..aguardo a terceira parte!!!!

    ResponderExcluir
  9. Lili
    Adoramos a entrevista, parabéns pela iniciativa!!!
    Bjs e lambidas,
    Vivi e Mozart

    ResponderExcluir
  10. Show!!!!
    Foi muito esclarecedora!!!!
    Aguardamos a próxima parte, Bjs!

    ResponderExcluir
  11. Tem selinhos pra vc aqui: http://bebes-quatro-patas.blogspot.com/2009/07/atualizando-os-selinhos.html

    =^.^=

    ResponderExcluir
  12. Fico feliz por todos. E hoje vou buscar meus selinhos! Obrigada.

    ResponderExcluir
  13. Fico feliz por todos. E hoje vou buscar meus selinhos! Obrigada.

    ResponderExcluir
  14. Oi Gata Lili, tudo bem?? Adorei o blog e já até coloquei nos favoritos!!! Como sou gateira de primeira viagem, achei essa entrevista bastante educativa e to xeretando tudo pra pegar o máximo de dicas pros meus bebês!!
    Bjos e até a próxima

    ResponderExcluir
  15. Adorei a entrevista. Quem conhece o Gabriel sabe, do Profissional e do Ser humano maravilhoso que ele é. Parabéns!!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...